“Este é o momento de olhar para os mais pobres”, disse Francisco, acrescentando que a sociedade costuma tratá-los como “animais resgatados”.

DIRETRIZES PASTORAIS DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA